post

Flamengo e a volta do Voleibol profissional

Clube de Regatas Flamengo

Em 1927 o Flamengo conquistou o título de “Mais Querido” do Brasil em concurso promovido pela engarrafadora de água mineral Salutaris, em uma das mais icônicas histórias do futebol no Brasil.

Porém, não é apenas no futebol, esporte que é a verdadeira paixão nacional do brasileiro, onde o Rubro Negro brilha com toda força. No basquete, por exemplo, o Flamengo é a maior equipe na disputa do NBB e certeza de casa cheia em ginásios de todo Brasil sempre que entra em quadra.

E agora além de fazer sucesso em diversas modalidades olímpicas o clube também quer voltar a investir no vôlei, um dos esportes onde já fez muito sucesso em um passado não muito distante.

O Flamengo foi um dos fundadores da Liga Metropolitana do esporte em 1938, que na época ainda era chamado por aqui de “volibol”. Esta foi a primeira competição oficial do esporte no Rio de Janeiro.

Com muito sucesso tanto no masculino quanto no feminino em todas as décadas seguintes, o vôlei do Flamengo chegou ao auge na temporada 2000-2001 da Superliga Feminina, quanto o rubro negro formou uma verdadeira seleção brasileira com nomes do calibre de Leila e Virna, além de outros grandes destaques como Arlene, Vasleskinha, Tara Cross e Josiani.

O time foi comandado por Luizomar de Moura, e na grande final do torneio tiveram como adversárias as meninas do Vasco, uma grande potência do esporte naquela época quanto eram treinadas por Isabel Salgado.

O Flamengo não tomou conhecimento das adversárias e mandou o time para o vice-campeonato que lhe é característico fechando a série final em 3×1, vencendo o último jogo em um emocionante tie-break que terminou em 17-15.

O time entrou em uma política de austeridade financeira nos últimos anos, que acabou diminuindo o investimento em diversas outras modalidades esportivas. Mas a grande notícia para quem gosta de voleibol é o fato de que o clube já anunciou que na próxima temporada irá inscrever uma equipe na Superliga B, a segunda divisão da Superliga feminina de voleibol.

A expectativa para esta notícia é imensa, e a esperança é de que o clube não faça como fez no ano passado quando montou uma equipe adulta para a disputa da Superliga B masculina mas com três derrotas e duas vitórias acabou sendo eliminada na primeira fase.

E mais do que isso: o clube parece ter desistido desta iniciativa já que neste ano de 2018 não reinscreveu o seu time para a segunda divisão do vôlei masculino brasileiro.

Os planos para a montagem desta equipe feminina é aproveitar a base que vem ganhando diversos torneios juvenis na categoria Sub-20. A ideia é mesclar estas jovens estrelas que vem sendo formadas em casa e fazer a contratação de atletas chave para posições que sejam carentes no elenco.

Este é um retorno mais do que aguardado já que desde a temporada 2005-2006 o Flamengo não apresenta uma equipe feminina para a disputa da Superliga. Naquela ocasião, o time acabou sendo eliminado nas quartas de final, perdendo para a equipe do Rio de Janeiro, que ficaria com o título naquela temporada.

A estreia deverá ocorrer apenas em 2019, já que para este ano as inscrições já estavam encerradas.